Sejam bem-vindos ao LuanDaily.com.br, sua principal fonte de informações sobre o cantor Luan Santana




Na véspera do Dia dos Namorados, numa noite chuvosa e depois de uma madrugada interia gravando o clipe de ‘Te Esperando’, Luan Santana atendeu a todateen pra fazer este ensaio e entrevista. A equipe da revista já estava aguardando que ele chegasse cansado e com pressa de ir embora, e ficaram surpresas quando viu Luan sorridente (e cheiroso), superdisposto a conversar. Acompanhado de sua equipe e do seu pai, ele respondeu a todas as nossas perguntas e mostrou que está mesmo no lugar certo: fazendo sucesso no Brasil inteiro. Confira agora com exclusividade do Luan Daily a entrevista com cantor:

Ontem você começou a gravar o clipe de ‘Te Esperando’. Como será?
Vai ser mais uma vez uma superprodução. A diferença deste vídeo para o ‘Te Vivo’ é que agora vai ter muito mais efeitos de computação gráfica que, por incrível que pareça, é um recurso que os artistas brasileiros ainda pouco utilizam nos seus clipes. O da ‘Te Vivo’, por exemplo, teve efeitos, mas foi máscara, eu me transformei em idoso, e agora é uma coisa mais de computação gráfica mesmo.

Assim como eu tenho a impressão de que será o seu novo DVD também, né?
Sempre. A tecnologia tem que estar sempre presente nos shows, o povo merece espetáculo mesmo e vai ser uma festa muito grande.

Você curte essa coisa de gravar clipe? Rola um nervosismo diferente do que existe quando você vai cantar pra uma plateia gigante?
Ah, eu curto pra caramba. Lógico, rola uma expectativa, porque principalmente depois de ‘Te Vivo’, que teve 30 milhões de acesso, fica uma responsabilidade enorme. E foi meu primeiro clipe. E agora o segundo tem que ser no mínimo igual ao de ‘Te Vivo’, no mesmo nível.

Como é ter menos de 10 anos de carreira e já ter um CD de melhores músicas?
Ah, é muito mais do que eu sonhei pra mim. Hoje em dia, o repertório conta muito, conta tudo na verdade. Se você tem músicas boas, continua fazendo bastantes shows e conquista mais fãs em cada cidade a que vai. Então, tudo nasce do seu repertório. E graças a Deus a gente sempre foi muito seletivo, agradeço a Deus o dom que ele me deu de compor, de colocar no papel o que a galera gosta mesmo de ouvir.

É difícil escolher as músicas pra compor o CD?
Muito! É o mais difícil de tudo. Porque tem muita música parecida uma com a outra, muita música normal e poucas que você vê que a galera vai se identificar, a gente tem alguns amigos compositores que sempre mandam música pra gente, mas, mesmo assim, é bem complicado achar música boa nos dias de hoje.

Ainda neste álbum, reparei que o encarte traz fotos suas bem pequenininho, mas sempre como um violão ou microfone. Em algum momento da sua vida você cogitou ser algo que não fosse cantor?
Eu estudei, terminei o terceiro ano, então lógico, a gente sempre tem que ter um segundo plano. Eu ia estudar Biologia, mas se fosse pra escolher realmente o que eu querida da minha vida, eu queria cantar, desde sempre. Bem no dia do vestibular, meu empresário marcou um show e eu escolhi fazer o show.

Como é ter fãs superfamosos, como o Neymar? Você já viu ele cantando ‘Te Esperando’ no vestiário do Santos?
Eu vi! Você viu o vídeo do Barcelona, que máximo? Nossa, é incrível demais, eu nunca imaginei ter amizade com essas pessoas tão bacanas, tão importantes para o nosso país, como o Neymar, como vários outros famosos E eles estão em contato com o mundo, então é difícil a gente conseguir se destacar, tem muita coisa boa no mundo inteiro, então temos que fazer uma coisa no nível. É ótimo isso.

A letra de ‘Garotas Não Merecem Chorar’ é bem realista e muita adolescente vai se identificar com ela. O que você diria para uma menina que está chorando por um garoto insensível?
Na verdade, quando eu fiz essa música, eu queria retratar realmente o que acontece nos dias de hoje e acho que consegui. As meninas reclamam que os meninos são sempre iguais, que não têm coração, que deixam se levar pela vontade, pela necessidade e eu acho que elas sofrem muito com isso hoje em dia. Pra mim, o segredo de tudo, de todo relacionamento, é você ser você mesmo. Se o cara não é a pessoas certa pra aquela hora, pode ter certeza está ‘Te Esperando’, em algum lugar.
Então, meninas que estão chorando por meninos insensíveis, tem que partir pra outra. Isso se você que algo sério realmente, né? Porque tudo depende da vontade da pessoas naquele momento também. Mas gente insensível, meninos e meninas insensíveis não rola a gente ter perto de nós, então, tem que partir pra outra logo.

O que o público teen representa pra você?
Eu nunca penso em atingir um determinada idade. Isso foi um dos acertos da minha carreira desde o começo. Eu sempre escrevi música pra todo mundo ouvir. Mas graças a Deus, eu conquistei esse público que sempre está nas porta dos hotéis, que tem essa histeria toda, então é uma coisa que me emociona demais. E é legal que, quando eu subo no palco, geralmente a galera ali da frente é esse público e daí a gente olha no geral e está a família inteira, está a mãe, o pai, a avó…

Como foi o Luan adolescente? Você lembra de ter sofrido bullying alguma vez por querer seguir carreira artística desde cedo?
Ah, aquelas bobeirinhas de escola… Porque eu levava o violão toda vez na aula, sentava e ficava tocando no recreio e as menininhas chegavam e sentava em volta, né? Aí os caras passavam e jogavam medinha, sabe? Esse tipo de coisa, de bobeira de menino também. Mas não acho que era bullying, não.

Desde o ano passado você está namorando sério… Aliás, amanhã é Dia dos Namorados. Vai conseguir ver a Jade?
Ela está vindo, vamos ficar juntos, sim. Amanhã cedo ela chega, ela é de Maringá (PR). Mas ainda não comprei presente. Vamos ver se vai dar tempo de comprar amanhã.

Ela é criativa, né? Ela já te deu uma jukebok, não foi?
Foi , foi! Onde você viu? (risos).

Ah, a gente investiga as coisas…
(risos). É, ela meu deu sim.

E você fez uma canção pra ela também, né?
Foi, eu fiz, quando a gente brigou. Ela se chama ‘Raridade’.

Você pensa em gravar?
Então, é uma música romântica, está na lista. A gente ainda está selecionando repertório pra esse DVD. Talvez entre, sim.

E como foi quando ela ouviu pela primeira vez?
Eu não falei que era pra ela, mas tem o nome dela na música. Eu mandei falando pra ela ouvir – porque eu sempre mando música que eu faço pra ela – aí ela pegou e ouviu. Na hora em que viu que era pra ela, a Jade disse que chorou pra caramba. Mas eu estava longe nesse dia, eu estava em Londrina e ela em Maringá. Ela se emocionou e eu acho que ficou feliz!

Você está com o visual cada vez mais moderno. Faz parte de uma evolução integrada da sua carreira?
Com certeza, mas comigo isso é natural, não é imposto ou programada. Eu sinto vontade de fazer academia e vou lá e faço. Tudo vem de mim mesmo, inventar um cabelo novo, é sempre programação.

Em que horário você consegue malhar?
De madrugada. Às vezes quatro horas da manhãs eu vou pra academia.

Como foi seu primeiro beijo? E hoje, o que é um beijo bom pra você?
Foi com 14 anos. Foi com uma meninas da escola mesmo, a gente estava fazendo um trabalho juntos, na casa de uma outra amiga nossa. Eu arrastei ela pra uma despensa (risos) e rolou lá. foi meio estranho (risos). foi muito rápido, de repente eu tive um estalo e rolou. Não me preparei, eu não estava esperando. Beijo bom, pra mim, é um beijo apaixonado, com amor. É o melhor. Eu considero que fui muito lerdo, com 14 anos eu dei meu primeiro beijo, hoje em dia tem gente com doze anos que já namoram. Eu quando fui dar o primeiro selinho, lembro que fiquei nervoso, minha mão suava com medo dos outros verem, de saberem. Fui muito puro, muito devagar eu acho, mas isso comparado com hoje.

Com é, geralmente, um dia típico na sua vida? A que horas você acorda, que horas almoça, que horas volta a dormir…
Não existe rotina… Acho melhor começar por quando eu durmo (risos). Eu durmo 5h30, 6h da manhã. Acordo 2h30, 3h da tarde, quando dá eu vou pra academia. Principalmente agora está tendo muito compromisso, estúdio, foto, DVD, ensaio… Não tem rotina. Comida, eu carrego comigo pra não parar nem pra comer, estou fazendo uma dieta diferente, isso com apoio do meu personal que está sempre comigo. Ele traz comida congelada, bem balanceada.

Veja também o scanner da revista, que contou com duas capas e um lindo poster:


Scanners > Revistas > JULHO | Revista TodaTeen
(7 Fotos)

Créditos: Luan Daily

Facebook
Twitter