Sejam bem-vindos ao LuanDaily.com.br, sua principal fonte de informações sobre o cantor Luan Santana



Todos os posts em Entrevistas


Com mais de dez projetos lançados ao longo de sua carreira, o cantor Luan Santana sempre nos surpreende com seus hits que embalam multidões em shows e festivais. Em dezembro do ano passado, o cantor gravou o seu novo DVD “Luan City”, e ao decorrer dos meses, lançou algumas músicas presentes neste, divididas em partes.

A forma como ele soube lançar cada parte homenageando sua família fez com que as músicas emplacassem números inéditos em sua carreira. Na próxima quinta-feira (30/06) ele lança a terceira parte do projeto, denominado “Alameda Bruna Santana”; onde contará com músicas inéditas gravadas também no projeto, incluindo “Perigo Noturno”, que já é sucesso apenas com áudios e vídeos amadores.

No show que aconteceu no último domingo (19) em São Gonçalo dos Campos/BA, o cantor contou há um repórter presente no evento que, gravará mais músicas inéditas em versão delux, que não foram gravadas no Luan City.

E para a alegria dos fãs do exterior, a gravação acontecerá em Portugal, onde o cantor tem shows marcados para agosto nas cidades de Porto e Lisboa.

Um projeto “delux” é um projeto que tem adições de faixas extras em álbuns já lançados, trazendo gravações inéditas, feats remixes, entre outros.

Em breve, poderemos ouvir essas músicas e adicioná-las em nossas playlist.

Quer saber mais informações sobre a carreira e vida do cantor Luan Santana? Siga nossas redes sociais.

Luan Santana é mais um artista que vai fazer uma live em tempo de quarentena pelo coronavírus, mas o cantor já adianta que não pensa em nada grandioso. Ele e mais alguém no violão. Sim, a transmissão vai ser mais intimista para delírio dos fãs e de duas amigas muito especiais que fizeram a maior campanha para a transmissão ao vivo: Marília Mendonça e Maísa.

Enquanto seleciona o repertório, Luan se mantém em casa por conta do isolamento social e revela que está se preparando para voltar a estudar: “Vou fazer administração à distância, já fiz inscrição e tudo”.

Luan, nesse momento em que o mercado da música está todo parado, você acredita que as lives podem se consolidar como um mercado interessante? De que forma?

É histórico que, nas épocas de crises e guerras , a humanidade desenvolveu grandes eventos, descobertas, pesquisas e estratégias. A Live já está se consolidando como um meio de engajamento solidário e isso tem sido uma benção. Se depois que tudo isso passar, com fé em Deus, ela virar mais uma ferramenta de trabalho, isso o futuro dirá. Mas há indícios … De que forma? Da mesma que tem sido feita agora, as empresas estão colaborando para ajudar as pessoas, arrecadando e oferecendo produtos para enviar aos que têm sido atingidos com a crise causada pelo COVID19.

Como os músicos podem fazer que para as lives se tornem também uma forma de trazer algum dinheiro nesse momento em que muitos estão deixando de pagar suas contas por não terem mais shows?

Ninguém está pensando nisso como compensação de ausência de shows. Como eu disse, todos estão fazendo as lives como ação solidária.

Questionado sobre se concorda com o confinamento e distanciamento social ou se a favor de que as pessoas voltem ao trabalho, Luan disparou: FIQUE EM CASA! VAMOS COLABORAR NO COMBATE!

Como tem sido sua rotina nos últimos dias?

Tenho aproveitado o tempo em casa para curtir os meus pais, minha irmã e minha noiva. Assistindo e analisando todo o material do meu novo projeto, que gravei em dezembro no meu sítio no Paraná, fiz um registro em casa, no meu refúgio, em meados de dezembro, quando nem sonhava com tudo isso… Jesus!

Como será sua live? Quantos músicos devem participar?

Eu e mais alguém no violão, estou pensando… Serão 52 músicas, sendo a maioria músicas mais antigas, atendendo pedidos dos fãs e das amigas Marília Mendonça e Maísa, que fizeram campanha.

Hora de se reinventar e levar conteúdo de qualidade para milhares de pessoas que estão em casa. Longe dos palcos, Luan Santana vem alimentando suas redes sociais com fotos, vídeos, frases motivacionais e ideias. Mas e a live, Luan? Já temos uma data! Podem marcar na agenda, porque será no dia 26/4, às 18h.

De quarentena, para conter a pandemia do novo coronavírus, que causa a COVID-19, e seguindo as orientações do Ministério da Saúde, o cantor conversou com exclusividade com o Gshow e contou como enxerga este momento para o cenário musical, o que tem feito em casa e aproveitou para convidar seus fãs para sua live que fará em suas redes sociais. Luan também deu um spoiler: a maioria das músicas escolhidas será antiga, atendendo aos milhares pedidos dos fãs e de diversos famosos que subiram a hashtag “Luan só as antigas”.

Confira a entrevista completa abaixo:

Gshow: Como você encara este momento para o cenário da música? Como você está se reinventando para levar música e entretenimento para seus fãs?

Luan Santana: Eu vejo que toda uma classe artística foi tomada pelo desejo de solidariedade. Na verdade, o Brasil sempre se mostrou solidário em várias situações. Acho interessante como a onda de lives expressa a vontade dos artistas em continuar tocando o coração das pessoas. O que mudou foi a ferramenta. Já a casa de cada um virou o camarote, o local criado dentro de uma situação em que todos sentem o nosso desejo de manter a música viva. A alegria tem de ser o ingrediente de ânimo para todos, inclusive para nós. Como diz o ditado, “quem canta os seus males espanta”. Quem escuta a paz transmuta.

“A nossa casa virou o cenário, o nosso palco é visto por uma tela, ali está o nosso novo universo”.

Gshow: A Live terá algum propósito beneficente? Como será a infraestrutura da Live?

Luan Santana: Sim, totalmente, 100% beneficente. Da minha casa estúdio, seguindo todas as normas de recomendações. Somos formadores de opinião. O show tem de ser intimista. Prometo algo especial.

“Não é o momento de espetáculo, é hora de engajamento solidário. A audiência tem de ser medida pela quantidade de doações, não de likes ou acessos”.

Gshow: O que você está fazendo neste período de quarentena?

Luan Santana: Assistindo e analisando todo o material do meu novo projeto, pensando na live do próximo dia 26, selecionando o repertório… bolando mil surpresas… Já fiz uma live que me fez sentir como em uma missão neste período tão difícil no cenário musical. Foi uma live ecumênica, que reuniu o padre Fábio de Mello e os pastores Deive Leonardo e André Valadão com um alcance de um milhão e 51 mil pessoas. Isso em apenas uma hora.

Gshow: Gostaria de deixar um recado para seus fãs neste momento? Acredita que as pessoas. sairão melhores quando tudo isso acabar e querendo estar mais perto das pessoas que amam?

Luan Santana: Fique em casa! Siga todas as orientações da OMS, crie novas formas de estudar, trabalhar, viver.

A parceria musical entre os cantores foi revelada na última semana, e ainda contém uma terceira participação, a banda Olodum.

O projeto do clipe começou a ser gravado nas escadarias da Igreja do Bonfim, em Salvador e as próximas cenas serão gravadas na Paraíba.

Em entrevista ao iBahia, o cantor Léo Santana lembrou que o Luan foi um dos cantores mais escutados nas rádios em 2019, e completou que o projeto vai agregar pra ambos,

“Fé em Deus, vai ser um sucesso”, disse.

Na ocasião, o baiano também falou um pouco sobre como recebeu a proposta,

“Ele me chamou pra gravar uma música que ele gravou no DVD dele, em Salvador. Eu fico sempre naquela: ‘pô, mas essa música já está rolando’. E ele: ‘mas eu não trabalhei, não fiz nada com ela ainda. Ela tá rolando porque tá no DVD e tá indo de forma natural’. Ele conseguiu me convencer e fez uma mistura boa com o Olodum. Deu bem a cara da Bahia. Eu fiquei até impressionado com a produção que eles prepararam. Ele tá bem empolgado com a canção e tá querendo fazer acontecer”, contou.

O clipe será lançado dia 24 e promete ser o sucesso do verão.

No último dia 16, o Luan Santana surpreendeu os fãs com um pedido de casamento a sua namorada, Jade Magalhães. O cantor revelou em entrevista ao Gshow que aproveitou sua turnê em Portugal para conhecer a cidade e realizar o pedido, que aconteceu nas alturas,


“Alguns dias antes da viagem, coloquei a galera do meu escritório para ir armando as coisas. Não tinha vaga para o passeio de balão, aí a equipe insistiu para que desse certo. A aliança eu comprei uns dois meses antes e guardei bem escondida”,

disse o Luan.
Ele também declarou que ainda não decidiram o local da cerimônia, mas até um castelo já foi cogitado pelos pombinhos e falou também sobre filhos,

“A gente começa a sentir, a pensar no futuro, olhar as crianças na rua e ter vontade de ter uma também… Acho que com todo mundo é assim, né? Foi o que aconteceu comigo. Sou muito transparente, aí decidi e mandei ver”.

Facebook
Twitter