Mostrando posts em "Entrevistas"

08
abr

Luan Santana é mais um artista que vai fazer uma live em tempo de quarentena pelo coronavírus, mas o cantor já adianta que não pensa em nada grandioso. Ele e mais alguém no violão. Sim, a transmissão vai ser mais intimista para delírio dos fãs e de duas amigas muito especiais que fizeram a maior campanha para a transmissão ao vivo: Marília Mendonça e Maísa.

Enquanto seleciona o repertório, Luan se mantém em casa por conta do isolamento social e revela que está se preparando para voltar a estudar: “Vou fazer administração à distância, já fiz inscrição e tudo”.

Luan, nesse momento em que o mercado da música está todo parado, você acredita que as lives podem se consolidar como um mercado interessante? De que forma?

É histórico que, nas épocas de crises e guerras , a humanidade desenvolveu grandes eventos, descobertas, pesquisas e estratégias. A Live já está se consolidando como um meio de engajamento solidário e isso tem sido uma benção. Se depois que tudo isso passar, com fé em Deus, ela virar mais uma ferramenta de trabalho, isso o futuro dirá. Mas há indícios … De que forma? Da mesma que tem sido feita agora, as empresas estão colaborando para ajudar as pessoas, arrecadando e oferecendo produtos para enviar aos que têm sido atingidos com a crise causada pelo COVID19.

Como os músicos podem fazer que para as lives se tornem também uma forma de trazer algum dinheiro nesse momento em que muitos estão deixando de pagar suas contas por não terem mais shows?

Ninguém está pensando nisso como compensação de ausência de shows. Como eu disse, todos estão fazendo as lives como ação solidária.

Questionado sobre se concorda com o confinamento e distanciamento social ou se a favor de que as pessoas voltem ao trabalho, Luan disparou: FIQUE EM CASA! VAMOS COLABORAR NO COMBATE!

Como tem sido sua rotina nos últimos dias?

Tenho aproveitado o tempo em casa para curtir os meus pais, minha irmã e minha noiva. Assistindo e analisando todo o material do meu novo projeto, que gravei em dezembro no meu sítio no Paraná, fiz um registro em casa, no meu refúgio, em meados de dezembro, quando nem sonhava com tudo isso… Jesus!

Como será sua live? Quantos músicos devem participar?

Eu e mais alguém no violão, estou pensando… Serão 52 músicas, sendo a maioria músicas mais antigas, atendendo pedidos dos fãs e das amigas Marília Mendonça e Maísa, que fizeram campanha.

07
abr

Hora de se reinventar e levar conteúdo de qualidade para milhares de pessoas que estão em casa. Longe dos palcos, Luan Santana vem alimentando suas redes sociais com fotos, vídeos, frases motivacionais e ideias. Mas e a live, Luan? Já temos uma data! Podem marcar na agenda, porque será no dia 26/4, às 18h.

De quarentena, para conter a pandemia do novo coronavírus, que causa a COVID-19, e seguindo as orientações do Ministério da Saúde, o cantor conversou com exclusividade com o Gshow e contou como enxerga este momento para o cenário musical, o que tem feito em casa e aproveitou para convidar seus fãs para sua live que fará em suas redes sociais. Luan também deu um spoiler: a maioria das músicas escolhidas será antiga, atendendo aos milhares pedidos dos fãs e de diversos famosos que subiram a hashtag “Luan só as antigas”.

Confira a entrevista completa abaixo:

Gshow: Como você encara este momento para o cenário da música? Como você está se reinventando para levar música e entretenimento para seus fãs?

Luan Santana: Eu vejo que toda uma classe artística foi tomada pelo desejo de solidariedade. Na verdade, o Brasil sempre se mostrou solidário em várias situações. Acho interessante como a onda de lives expressa a vontade dos artistas em continuar tocando o coração das pessoas. O que mudou foi a ferramenta. Já a casa de cada um virou o camarote, o local criado dentro de uma situação em que todos sentem o nosso desejo de manter a música viva. A alegria tem de ser o ingrediente de ânimo para todos, inclusive para nós. Como diz o ditado, “quem canta os seus males espanta”. Quem escuta a paz transmuta.

“A nossa casa virou o cenário, o nosso palco é visto por uma tela, ali está o nosso novo universo”.

Gshow: A Live terá algum propósito beneficente? Como será a infraestrutura da Live?

Luan Santana: Sim, totalmente, 100% beneficente. Da minha casa estúdio, seguindo todas as normas de recomendações. Somos formadores de opinião. O show tem de ser intimista. Prometo algo especial.

“Não é o momento de espetáculo, é hora de engajamento solidário. A audiência tem de ser medida pela quantidade de doações, não de likes ou acessos”.

Gshow: O que você está fazendo neste período de quarentena?

Luan Santana: Assistindo e analisando todo o material do meu novo projeto, pensando na live do próximo dia 26, selecionando o repertório… bolando mil surpresas… Já fiz uma live que me fez sentir como em uma missão neste período tão difícil no cenário musical. Foi uma live ecumênica, que reuniu o padre Fábio de Mello e os pastores Deive Leonardo e André Valadão com um alcance de um milhão e 51 mil pessoas. Isso em apenas uma hora.

Gshow: Gostaria de deixar um recado para seus fãs neste momento? Acredita que as pessoas. sairão melhores quando tudo isso acabar e querendo estar mais perto das pessoas que amam?

Luan Santana: Fique em casa! Siga todas as orientações da OMS, crie novas formas de estudar, trabalhar, viver.

15
jan

A parceria musical entre os cantores foi revelada na última semana, e ainda contém uma terceira participação, a banda Olodum.

O projeto do clipe começou a ser gravado nas escadarias da Igreja do Bonfim, em Salvador e as próximas cenas serão gravadas na Paraíba.

Em entrevista ao iBahia, o cantor Léo Santana lembrou que o Luan foi um dos cantores mais escutados nas rádios em 2019, e completou que o projeto vai agregar pra ambos,

“Fé em Deus, vai ser um sucesso”, disse.

Na ocasião, o baiano também falou um pouco sobre como recebeu a proposta,

“Ele me chamou pra gravar uma música que ele gravou no DVD dele, em Salvador. Eu fico sempre naquela: ‘pô, mas essa música já está rolando’. E ele: ‘mas eu não trabalhei, não fiz nada com ela ainda. Ela tá rolando porque tá no DVD e tá indo de forma natural’. Ele conseguiu me convencer e fez uma mistura boa com o Olodum. Deu bem a cara da Bahia. Eu fiquei até impressionado com a produção que eles prepararam. Ele tá bem empolgado com a canção e tá querendo fazer acontecer”, contou.

O clipe será lançado dia 24 e promete ser o sucesso do verão.

24
set

No último dia 16, o Luan Santana surpreendeu os fãs com um pedido de casamento a sua namorada, Jade Magalhães. O cantor revelou em entrevista ao Gshow que aproveitou sua turnê em Portugal para conhecer a cidade e realizar o pedido, que aconteceu nas alturas,


“Alguns dias antes da viagem, coloquei a galera do meu escritório para ir armando as coisas. Não tinha vaga para o passeio de balão, aí a equipe insistiu para que desse certo. A aliança eu comprei uns dois meses antes e guardei bem escondida”,

disse o Luan.
Ele também declarou que ainda não decidiram o local da cerimônia, mas até um castelo já foi cogitado pelos pombinhos e falou também sobre filhos,

“A gente começa a sentir, a pensar no futuro, olhar as crianças na rua e ter vontade de ter uma também… Acho que com todo mundo é assim, né? Foi o que aconteceu comigo. Sou muito transparente, aí decidi e mandei ver”.

23
set

“Quando a bad bater” é a nova música de trabalho do cantor, uma composição exclusiva para o DVD Viva, lançado no mês passado.
Desde seu lançamento se mantém no topo das paradas de sucesso e é, atualmente, a faixa mais tocada nas rádios no período de 24 horas, feito esse que até então só a banda Legião Urbana tinha alcançado em 1998.
Em entrevista para o Gshow, o Luan declarou que não esperava tamanha aceitação do público,

“Não esperava que fosse bater recorde. Acho que as pessoas estavam muito ansiosas para esse projeto, para que fosse lançado alguma coisa dele por ser grandioso, por ter dado o que falar”,

disse.

02
set

Com 28 anos o Luan Santana é um dos artistas mais bem sucedidos do Brasil, com 12 anos de carreira o cantor já conquistou inúmeros prêmios e sempre se mantém no auge das paradas de sucesso.

E não é atoa que é o artista com o maior fandom do Brasil, ele sempre deixou claro o seu amor e gratidão pelos seus fãs, “Eu sou abençoado por ter fãs perfeitas”, diz o Luan em entrevista concedida ao Gshow.

Mas nem tudo vem fácil, o cantor tem uma rotina puxada, onde seus dias são divididos em shows, viagens, hotéis, estradas, entre tantas outras coisas que fazem parte do dia a dia dos artistas. Para Luan, esse é o resultado de uma carreira reconhecida, e tem seus prós e contras, como todo trabalho.

Na entrevista, ele falou um pouco como lida com a distância da família, “Confesso que a rotina é puxada, mas, quando se faz o que gosta, a compensação é maior. A saudade da família é grande. Para ser sincero, estou sempre rodeado de amigos, de público… Mas momento de solidão, pode ter certeza, todo mundo tem. Não acho a minha rotina cruel. É puxada, muitos shows, compromissos… Cada hora estou num lugar, cruzando os ares, as estradas, em hotéis diferentes; aliás, a pior solidão é aquela do quarto de hotel. Você sai do meio de uma multidão, de uma adrenalina fora de série e, de repente, se depara entre quatro paredes de um canto que não é seu. Não é a sua casa, não é o seu lugar, não tem o seu jeito…”, diz o cantor.

Entretanto, o Luan é movido pela adrenalina e agitação e não pensa em diminuir o ritmo tão cedo, “Por enquanto não penso em desacelerar. Quero continuar trabalhando e levando minha música para os quatro cantos do mundo. Meu maior prazer da vida é cantar e minha maior bênção é meu público. Quando a gente ama o que faz, pede mais. O aplauso do público é o meu elixir”, revela.

28
ago

O cantor não perde sua popularidade desde Meteoro, seu primeiro hit lançado em 2009, sucesso estrondoso que o apresentou para o Brasil. Desde então é considerado um dos principais cantores do país e o sucesso não para de crescer.
Com 12 anos de carreira o Luan domina as plataformas de streaming com os novos singles do DVD Viva, lançado na última semana. O projeto foi lançado de forma inovadora, exclusivamente para assinantes do Globoplay, inaugurando a categoria ‘música’ na plataforma online. Em entrevista ao iG Gente, o cantor diz que ficou muito honrado pelo feito,

“Hoje em dia é muito difícil a gente ter um lugar para assistir um show completo, então agora as pessoas vão poder entrar lá, dar o play e ver tudo do começo ao fim”,

declarou o cantor.
Apesar do foco principal ser o seu novo trabalho, o Luan Santana tem planos de alavancar em uma possível carreira internacional, firmando novas parcerias com gringos. O artista já tem um repertório de feats ao lado de grandes cantores internacionais, entre eles, Enrique Iglesias, Belinda, CNCO e promete não parar por aí. O cantor diz que nos próximos meses sairá mais um feat com um latino

“Não posso dar uma dica sobre quem é ainda, porque pode atrapalhar tudo, mas posso adiantar que é bem legal”,

revelou o cantor para a reportagem.
O Luan é um artista completo que sempre procura se reinventar e se dedica ao máximo para agradar o seu público. Por isso continua provando que o meteoro veio pra ficar.

26
Maio

Luan Santana está neste momento sorrindo de orelha a orelha com a realização de mais um sonho: o maior DVD já produzido no Brasil. A coluna, que viajou a Salvador a convite da produção do artista para a gravação do DVD ‘Viva’, no último fim de semana, conversou com exclusividade com o cantor sobre o projeto inovador que contou com um palco de 100 metros quadrados, cuja estrutura somava 22 toneladas e tinha como cenário um fóssil que lembrava um peixe meio dinossauro, mas que o artista deixou livre para interpretações. Chamou a atenção a parte frontal do palco, que deslizava aproximadamente 50 metros com auxílio de trilhos laterais, dando a impressão de que o cantor flutuava para chegar bem mais perto das mais de 20 mil pessoas que estavam presentes, entre elas, famosos como Maisa e Padre Fábio de Melo. Além do novo DVD, Luan falou sobre casamento e deu a tão esperada opinião dele sobre o lançamento de ‘Shallow Now’. Confira!

Por que abordar a influência da tecnologia nas relações humanas?

‘Viva’ fala sobre viver em todos os sentidos. Eu, como artista, nasci da tecnologia e sou grato. Minha música viralizou do Youtube. Sei o quanto ela (a tecnologia) é necessária para unir as pessoas. Uma vez vi uma entrevista com a Maísa para o Pedro Bial e uma resposta inteligentíssima sobre a lua. Maísa comentou que somente a observando com os olhos, era possível vê-la em todos detalhes, que isso era impossível de ser visto em uma foto com um smartphone. É disso que falamos nesse projeto. Do VIVER no olho a olho. Do abraço, das relações… é muito bom compartilhar nas redes sociais os melhores momentos para os amigos, mas é preciso vive-los primeiro. Estamos vivendo um avanço desenfreado da tecnologia, as pessoas estão frias, mais distantes umas das outras, o amor em queda e a tecnologia em alta.

Como espera que seja o retorno desse investimento tão alto?

Posso dizer que não fico ligado ao retorno que vou ter sobre o investimento. Sou preocupado com o meu legado, com minha história e carreira, com o que o meu público quer ver, na qualidade que eles merecem. Sempre trabalhei para levar o melhor para eles. Tivemos total apoio da gravadora Som Livre e de alguns patrocinadores.

Você acha que ‘Shallow Now’ deixou a desejar em algo?

Para nós dois (sim, eu me incluo), a versão, dita tupiniquim, como alguns críticos gostam de classificar- rendeu um Hype. E Hype, como vocês sabem, é uma abreviação da palavra ‘hyperbole’ em inglês, que significa o exagero de algo. É um assunto que está dando o que falar, que está na moda e que é comentado por todo mundo. Hype é o ápice de tudo, o que há de mais intenso. Em suma, não é nada raso. Não é ‘Shallow’, mas é Now! Mas por que estou me apegando tanto a esse lance do Hype? Porque isso é o máximo. Ao contrário do que muitos pensam, a Paulinha não fez marketing com o seu spoiler do dia 17 de maio, quando falou sobre a versão da música da Lady Gaga. E dia 19, domingo, enquanto eu gravava o meu DVD em Salvador, ela lançava a nossa parceria em todas as plataformas. Rapidamente, os internautas dominaram as redes sociais para transformar nossa versão em sucesso. Digo sucesso, sim. Viralizou, galera! E o universo conspirou por isso! Curiosamente, quando a Paula enviou a versão da música, eu questionei: “Você vai mesmo fazer essa mistura de idiomas?” Achei meio estranho na hora. É fato que ela seguiu a sua intuição. E eu, o meu respeito à criação do colega. O Universo continuou ajudando… eu creio, sim, que as ideias são vírus mental. Foi justamente isso o que aconteceu com ‘Juntos e Shallow Now’. Ideias, portanto, são memes, transmitidos por contágio. Nós, eu e a Paulinha, contagiamos a todos.

E a Jade? Esse casamento sai ou não sai? Agora que o DVD acabou não tem mais nada que atrapalhe esse planejamento né?

Jade faz parte dos meus planos para a vida. Quero filhos, quero uma família, ela também… mas tudo no seu tempo.

Quem cobra mais esse casamento? Os fãs ou a Jade?

Todos (risos). Eu e Jade somos mais tranquilos.

Jade não te cobra pra ser mais presente?

Estamos juntos há mais de 10 anos e ela sabe da minha rotina. Aprendemos a lidar com isso. Passamos a semana juntos quando podemos ou ela viaja comigo em alguns shows. Jade tem os compromissos dela, está focada na carreira e me apoia na minha. Somos alicerces um do outro.

Você já ficou com algumas famosas como Bruna Marquezine, Camila Queiroz, Anitta, e no fim das contas ficou de vez com a Jade. O que te fez desistir de se relacionar com famosas?

Camila é e sempre foi minha amiga. Nunca passou disso. Houve apenas um ‘selinho’ no DVD 1977. Fez parte da cena de uma música em que ela participou do meu DVD. Sou padrinho de casamento dela e do Klebber Toledo (marido), são grandes amigos. Foram momentos que vivi. Mulheres lindas, inteligentes, talentosas e que passaram por minha vida quando eu não estava com a Jade. Hoje somos amigos. Conheci Jade em uma cidadezinha no interior do Mato Grosso e ela me conquistou. O amor não se explica, acontece.

Você conseguiria encarar um relacionamento com uma famosa?

Acredito que sim. Por viver essa rotina maluca acho que entenderia também. Mas já tenho a minha escolhida para uma vida.

Você recebe muita cantada masculina? Como costuma lidar com isso?

Na maioria das vezes a galera respeita, uma vez ou outra ouço aqui ou ali, mas sempre com um tom de brincadeira.

Você recebe muita cantada masculina? Como costuma lidar com isso?

Na maioria das vezes a galera respeita, uma vez ou outra ouço aqui ou ali, mas sempre com um tom de brincadeira.

Com o fim da gravação do DVD, pensa em voltar à TV? Tem proposta?

Agora é sentar com a minha equipe e planejar esse lançamento para todo o Brasil. Estou mais focado nisso agora, no meu DVD e na minha carreira como cantor.

Fonte: Jornal O Dia.

14
Maio

Falta pouco para os fãs de Luan Santana verem de perto do que o cantor preparou para seu novo DVD, que vai ser gravado neste domingo (19), no Parque de Exposições, em Salvador. O álbum promete ser um marco na carreira do artista, que chega ao seu quarto audiovisual.

Em entrevista ao site IBahia, Luan faz algumas revelações do que está por vir.

Ansioso para dar mais um passo tão importante na carreira? Rola ainda um frio na barriga?
Sim, estou muito feliz. Tem mais de um ano que planejei este DVD. É como se fosse o meu primeiro. Assim como em todos os shows. Porque é como costumo dizer, pra mim, a cada show, é uma nova experiência. Assim como este DVD. É meu primeiro DVD gravado em Salvador, esta cidade tão especial.

Queria saber por qual motivo você escolheu gravar este novo projeto em Salvador? Tem relação com a história do DVD? Quero reverenciar neste DVD o contato físico das pessoas, o abraço que não se digita, quero que a música contribua para esta proximidade real. E Salvador, tem tanta simbologia. Grande é a conexão deste lugar com o tema do meu novo trabalho. Afinal, há pouco mais de 500 anos navegar era o verbo da vez. Se para conquistar o mundo, aventureiros e corajosos exploraram o mar porque navegar era preciso para haver a conexão de todos os continentes. Hoje, navegar continua sendo o verbo da vez para que as pessoas se conectem. Por isso Salvador, a primeira capital de uma terra que recebeu os patrícios que cá descobriram o Brasil, é a minha escolhida. Não tão diferente, é um dos lugares que mais amo do Nordeste. É, literalmente, a terra da alegria. E é através desta alegria, na Bahia de todos os santos, encantos, que eu quero celebrar.

Aliás, como surgiu essa ideia de trazer o futuro para o presente? Como você chegou no conceito do tema do DVD? Vivemos tempos difíceis e os momentos simples não valem de nada, se não publicar. O ego na hora se infla e um elogio idiota já é o combustível para se deslumbrar. Quantas curtidas merecem o primeiro passo de um filho? Almoço em família domingo… Quando vamos dar valor pra isso? E olha que ironia: ficar sem amor tudo bem, se o celular tem bateria. Saudade virou coisa antiga nessa proximidade fictícia. Eu tô com saudade de um abraço que não se digita. Essa é a máxima do meu DVD. É isto que quero trazer para as pessoas!

Li que tem muito a focar em ‘aproveitar o momento’. O que você quer passar com essa mensagem para seu público?
A ideia é usar esse fator, do afeto em queda e da tecnologia em alta, para justamente falar de amor nesse DVD. É fazer florescer o amor diante de um tema tão frio. Essa é a estética. Na era atual, a imagem de “cada-um-com-sua-tela” só reforça a necessidade de se valorizar o sangue que corre em nossas veias, o calor humano perdido para tantas conexões virtuais e o amor presencial, muitas vezes diluído pelos “likes” das redes sociais. Queremos provar que a tecnologia é bem-vinda. Ela tem se tornado munição no combate a vários males ao redor do mundo e fator essencial para a comunicação. Só não se pode abrir mão do abraço, do beijo, do afago latente que emana do calor de nossas mãos. Viver os momentos e compartilhar. Não só ficar registrando o que se vê, sem conviver com quem está ali. Compartilhar o real para que a proximidade não seja fictícia.

E como você lida com a tecnologia, já que é o assunto do seu DVD? 
Eu lido bem. Sei separar os momentos reais dos virtuais. 

Em que momento você ‘sai do eixo’ nas redes sociais?
Acredito muito que não só nas redes, como em tudo nesta vida, quando me deparo com inverdades.

A respeito de cenário, efeitos especiais, equipamentos… O que seus fãs podem esperar, já que a gente sabe que seus DVDs são sempre megaprodução?
A cenografia valoriza o gigantismo high-tech, com um palco de 50 metros de largura, um dos maiores já vistos por essas terras, por isto que eu digo, modéstia à parte, que vai ser o maior espetáculo já visto neste país. Em cena, um grande fóssil mecânico terá partes articuladas que vão se desprender ao longo do espetáculo. Será uma criatura híbrida – entre cobra e dragão, dinossauro e leviatã,  passado distante e futuro CyberPunk* – que ganhará vida com movimentos, efeitos e luzes, uma praxe dos meus shows pelo Brasil à fora e como realizado até aqui, nesses 11 anos de estrada. Eu gosto de selecionar um foco temático a ser abordado como conceito geral – do repertório ao cenário, contemplando toda a estética da obra. Foi assim em O NOSSO TEMPO É HOJE (2013), ACÚSTICO e 1977 só para citar alguns.

Qual principal influência neste trabalho? Pelo material de divulgação tem algumas referências do rock ou estou enganado?
O repertório são 17 canções, com 12 inéditas e 5 regravações. Muitas surpresas para o público. O DVD tem uma mescla boa. Pretendo provocar “movimento’, aqui o significado dúbio mesmo: para dançar e manifestar. Acima de tudo com a essência da energia de uma terra em que Santos, sons, dons e tons abençoam todas as eras. E em todos os tempos!

A respeito do lançamento, tem algo que possa adiantar para gente? Alguma previsão e local também?
Ainda não pensamos no pós. Mas, com certeza, vamos elaborar algo bacana. 

O que você mais gosta da Bahia? Tem alguma comida ou local que você curte quando está por aqui?
Eu sou suspeito, porque eu amo a Bahia, amo Salvador, amo o Nordeste. Estou muito feliz de gravar mais um DVD ai com esse meu público tão especial. De comida, todas, desde o acarajé, a moqueca, a maniçoba. Sou fã da culinária.

Por fim, qual a primeira coisa que você quer fazer depois que concluir a gravação? Preparar o casório (risos)?
Trabalhar este DVD. Estou ansioso pra saber o que os meus fãs vão achar deste novo projeto.

Fonte: IBahia

14
dez

Luan Santana saiu novamente vitorioso do Troféu Domingão – Melhores do Ano, do Domingão do Faustão. O artista, que ganhou prêmio como cantor do ano de 2017 conversou com a reportagem do Observatório da Televisão, e falou sobre a sensação de faturar o troféu pela décima vez, e prometeu novos projetos para 2018.

Confira a entrevista completa:

Décima vez que você conquista o Troféu Domingão – Melhores do Ano. Já se acostumou? Ou você sente sempre uma emoção diferente?
Cada ano é diferente do outro. A gente se propõe a novos desafios, tem uma cabeça diferente do ano anterior, a gente amadurece muito. É muito gostoso quando a gente vê que o troféu acompanha esse amadurecimento. Eu estava vendo um gráfico onde desde 2009, a gente ganha como Melhor Cantor, Melhor Música. Esse é o meu décimo troféu em dez anos de carreira, isso é um combustível de incentivo incrível para a minha vida, minha carreira.

No dia que não ganhar, você vai ficar decepcionado?
A gente tem que saber perder também. Por exemplo, se eu perdesse para o Wesley ou para o Nego do Borel, eu ia ficar muito feliz, porque são amigos meus, a gente tem muito contato, torce muito um pelo outro. Apesar do Wesley não estar aqui, eu e o Nego fizemos a festa juntos. A gente acabou de gravar uma música juntos, que ele lança essa semana, é uma participação minha em uma música dele.

Na votação popular você é imbatível, né?
Quando dão para os meus fãs votarem, eles dão tudo. Graças a Deus. Eles são diferentes de todos os outros fãs dos outros artistas. Com todo o respeito, mas os meus são os melhores.

Você está sempre mudando o cabelo. Fale um pouco sobre esse novo visual…
Eu cortei. Eu estava cabeludão no ano passado, aí eu enjoei, porque estava muito quente, pegando muito na nuca. Aí juntou com o clipe de ‘Check-In’, e resolvi cortar, eu cortei no clipe. Se a galera for ver o clipe de ‘Check-In’, tem lá as imagens do corte de cabelo. É um alívio.

Você platinou o cabelo também, né?
Eu já fazia isso. Eu gosto de dar uma descoloridinha, meu cabelo é muito preto. Quando ele começa a ficar preto demais, já me dá uma agonia.

Você gravou dois clipes na Colômbia. Isso pode ser um início de uma carreira internacional, como a Anitta?
Eu acho que são duas coisas diferentes. Gravar na Colômbia foi uma coisa de logística, de paisagem e locação. O diretor é de Los Angeles, eu sou do Brasil, e a gente se encontrou no meio do caminho para poder facilitar as coisas. Eu queria muito fazer com esse diretor e a Colômbia foi uma solução. A carreira internacional é uma outra coisa, que a gente está pensando mais para frente.

Durante o prêmio do Faustão, surgiram vários memes comparando você ao Pequeno Príncipe. A intenção foi essa?
Não. Na verdade, eu fiz junto com a minha mãe. Todos os looks ela que vai comprar as coisas para mim, eu dou as ideias e ela traz para a minha roupa. Quando a gente montou o look, eu achei que estava parecendo o personagem do ‘Animais Fantásticos e Onde Habitam’, o Newt Scamander. Enfim!

Você já lançou muitas tendências, principalmente de cabelo. Quais foram os visuais que você mais gostou?
Nenhum. Não, estou brincando (risos). Eu estou gostando desse agora, tem a cruz. Eu vi um Instagram de cabelo e vi que tinha um cara com uma cruz, daí eu quis fazer também.

Dá trabalho cuidar do seu cabelo?
Eu tomo banho e já seco ele (cabelo) com a escova para ele ficar mais encorpado, volumoso.

O que vem de mais novidade em relação à música?
Virando o ano agora, a gente vai pensar em um projeto bem grande. Infelizmente, eu não posso falar ainda, mas se der certo, vai ser muito legal.



Instagram

Facebook

Twitter

Agenda
  • 13
    DEZ
    Luís Eduardo Magalhães/BA
    QUATRO ESTAÇÕES HALL
  • 14
    DEZ
    Brasília/DF
    SOLIDÁRIO BRASÍLIA
  • 15
    DEZ
    Toledo/PR
    67 ANOS DE TOLEDO
  • 22
    DEZ
    São Paulo/SP
    UNIMED HALL
  • 28
    DEZ
    Prado/BA
    REVÉILLON
  • 29
    DEZ
    Salvador/BA
    FESTIVAL VIRADA 2020
  • 30
    DEZ
    Guarujá/SP
    HOTEL JEQUITIMAR
  • 31
    DEZ
    Brasília/DF
    ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS
  • 03
    JAN
    Maceió/AL
    VILLA MIX PRIVATE
  • 10
    JAN
    Caldas Novas/GO
    VERÃO SERTANEJO 10 ANOS
  • 17
    JAN
    Madre de Deus/BA
    MADRE MUSIC
  • 18
    JAN
    Cabedelo/PB
    FEST VERÃO
  • 18
    JAN
    Recife/PE
    30 ANOS OBRA DE MARIA
  • 24
    JAN
    Praia Grande/SP
    ESTAÇÃO VERÃO
  • 25
    JAN
    Rio de Janeiro/RJ
    SPANTA 20
  • 29
    JAN
    Guarabira/PB
    FESTA DA LUZ
  • 31
    JAN
    Xangri-lá/RS
    PLANETA ATLÂNTIDA
  • 01
    FEV
    Florianópolis/SC
    P12
  • 01
    FEV
    Itajaí/SC
    BELVEDERE VERÃO
  • 21
    FEV
    Rio de Janeiro/RJ
    NOSSO CAMAROTE
  • 23
    FEV
    São Paulo/SP
    CARNAVAL DA CIDADE
  • 24
    FEV
    Salvador/BA
    CARNAVALITO
  • 24
    FEV
    Salvador/BA
    CAMAROTE VILLA MIX
  • 22
    MAR
    São Paulo/SP
    CLUBE JUVENTOS
  • Luan Santana Daily Todos os direitos reservados